quarta-feira, 18 de maio de 2016

Conhecendo as tintas ruivas.

Olá minha gente bonita. Hoje tem post sobre os ruivinhos que estão fazendo a cabeça da mulherada e dos homens também. E o post de hoje vai ajudar muita gente que está perdida sem entender os tons de ruivos, ou que não sabe que tinta usar, ou qual o tom escolher e também as meninas que já pintam há algum tempo, mas que não entendem muito das tintas acobreadas.

No início eu fiquei super perdida com qual tom de ruivo escolher, porque são muitos tons minha gente... tem o ruivo bem clarinho, quase loiro e que é chamado de strawberry blonde, tem o ruivo laranjinha, o ruivo mais fechado quase castanho e o ruivo mais avermelhado. E muitos dos tons me chamaram atenção. Procurava o nome da pessoa, olhava que tinta a pessoa usava e via muitas fotos. Mas teve um problema: comecei a ficar ainda mais perdida, porque o ruivo é mutante: a cor do ruivo em uma foto depende da luz em que foi tirada, se tem efeito e do lugar. Aí eu olhava a foto da mesma pessoa, em lugares diferentes e em luzes diferentes e o tom mudava. Gostava de uma foto e não gostava de outra. 

Mas eu tinha que solucionar esse problema: escolher o tom que eu ia pintar e comprar as tintas. Foi aí que eu conheci um grupo maravilhoso no facebook (é o Amor Acobreado) e também o blog da Nayara Rattacasso. Esses dois lugares foram a minha salvação. O grupo no facebook tem vários álbuns com fotos das meninas e separados pelas marcas das tintas. Comecei a olhar o grupo e fui selecionando as fotos que eu mais gostava e quais eram as misturinhas usadas por elas. Ao final percebi que tinha me apaixonado pelo tom da 7.4 da majirel e que, inclusive, é a cor usada pela Nayara. Pronto, decidi que era ela que ia usar! Comprei, passei e..... gostei, mas não gostei. A partir daí realmente entendi que cada cabelo é um cabelo. Eu já disse isso aqui no blog muitas vezes e repito: cada cabelo tem uma textura diferente, tem um histórico diferente e reage de uma maneira diferente. É possível você a mesma proporção de tinta e água oxigenada em cabelos idênticos e o resultado ser diferente. Mas eu consegui chegar no tom que eu queria.. vou colocar aqui para vocês.. e espero que eu consiga ajudar vocês.

Então... tendo em mente que cada cabelo é um cabelo, que o ruivo é mutante, ou seja, um tom na cabeça e diferentes tons nas fotos e em diferentes ambientes, que o efeito da influencia bastante, vamos conhecer um pouco das marcas das tintas acobreadas. Não existem muitas marcas profissionais que tem tons de acobreado. E eu sofri um pouco para encontrar algumas marcas em Salvador. São Paulo e Rio de Janeiro normalmente são estados com mais facilidade para se encontrar as tintas de diferentes marcas. A majirel é bem fácil de ser encontrada, mas sofri para encontrar a yellow, a igora, e até hoje não consegui encontrar a yamá. 

Existem também as tintas de farmácia, que são a Garnier, Cor & Ton, Koleston. Essas são mais fáceis de se encontrar e são mais baratinhas. Já vi misturinhas lindas no grupo do facebook, mas desde o início da minha saga ruiva preferi usar as tintas profissionais por ter lido vários relatos de que as profissionais não ressecam tanto o cabelo como as de farmácia. Se o preço da tinta profissional está salgado para o seu bolso compre a tinta de farmácia e faça o teste de mecha para saber como o seu cabelo vai reagir. 

Lembrando que eu não sou cabeleireira profissional e que comecei a pintar o cabelo há 1 ano e 4 meses. Vou falar aqui das marcas que eu já usei e tenho experiência, que são a Igora, Alfaparf, Yellow e Majirel. Ainda temos as Keune (ainda não testei, porque é uma tinta bem carinha e o seu preço não cabe no meu orçamento.) e a Yamá (não foi por falta de tentativa. Tentei encontrar muitas vezes em Salvador, mas nada de achar. Já vi muitas fotos lindas das meninas que usam essa marca, mas também já vi muita gente reclamando que ela desbota muito fácil). 

Para começar... a marca que atualmente é o meu amorzinho: Igora. Ela é maravilhosa, as cores são lindas, resseca quase nada o cabelo e quase não desbota. Já tem uns 5 meses ou mais que eu uso a Igora e não tenho o que me queixar... só o preço que aumentou agora nas lojas, mas consigo comprar pelo preço antigo na internet.

Essa é a cartela de cores da Igora. Do lado esquerdo temos as tintas acobreadas: 9.7 (puxa para o dourado) e a 8.77 (puxa para o laranjinha). A 8.77 é linda, usei e continuo usando misturada com a 9.7. Essa marca tem também as tintas super clareadoras, L-57 e a L-77, que são para clarear mais tons do seu cabelo. Cada marca tem a sua maneira de uso e você tem que ler na 'bula' que vem junto com a tinta. Eu não fiz o uso delas, porque consegui atingir o tom que queria com as tintas normais. Tem, ainda, o mix 0-77 que é um pigmento acobreado: serve para intensificar ainda mais mais o cobre.

Alfaparf: eu tenho verdadeiro amor por essa marca, mas nem todas as meninas gostam dela. Para falar a verdade a grande parte das meninas detestam essa marca porque essa tinta tem o pigmento muito forte nas suas tintas e a cor acaba ficando mais fechado. A alfaparf foi a minha segunda marca a ser usada e eu a tenho guardada no meu coração até hoje. Ainda tenho épocas que penso em voltar a usar a alfaparf, apesar de adorar a Igora. Ela realmente tem o pigmento bem forte e deixa o cabelo com um tom mais fechado, mas quando ela desbota fica com um tom tão lindo, tão lindo. Ela não desbota tão rápido e como o tom era fechado eu conseguia ficar um mês e meio sem pintar quase.

Se não me engano os tons 8.43 e 8.34, que são mais abertos, não são mais vendidos no Brasil. Infelizmente.. porque são lindos. Eu nunca encontrei aqui nas lojas do nosso país. Já pela tabela de cores vocês podem perceber que a 8.4 é bem mais fechada e puxada para o castanho do que a 8.77 da Igora. Para não deixar o cabelo tão fechado, eu misturava a 8.4 com uma tinta loira clara.

OBS: Normalmente, o cobre é identificado nas numerações das tintas pelo número 4, mas na Igora isso muda. O cobre na Igora é o 7. Prestem muita atenção a isso quando forem comprar as tintas.

Yellow: é uma marca muito boa, ela é bem mais clara do que a alfaparf, mas desbota mais rápido. A cor da yellow é muito bonita; meu cabelo super clareou usando essa tinta. E o preço dessa tinta é super em conta.

Por fim... a Majirel. A minha experiência com essa marca não foi muito boa. Achei o cheiro muito forte e o meu couro cabeludo coçou um pouco enquanto estava com ela. Para piorar.. ficou um pouco avermelhada no meu cabelo e ressecou um pouco. Essa foi a reação da tinta no meu cabelo, em outras meninas fica um tom lindo. Tanto é que foi essa marca que eu escolhi para começar minha saga ruiva. Por isso que eu sempre falo: cada cabelo é um cabelo.

Bom... essas foram as marcas que eu usei e são as principais. Existem também a Tec Itely e a Keune, mas que estão fora do meu orçamento e por enquanto ainda não testei.. então.. não posso opinar sobre. Aqui no blog tem vários posts com várias fotos de todas as minhas colorações, o grupo Amor Acobreado também tem muitas fotos das meninas para você poder escolher a sua tinta e tom. Espero que o post tenha ajudado vocês e até o próximo post. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário